Jovem que aparece em vídeo de sexo compartilhado no WhatsApp procura a polícia

Por - 9 de outubro de 2013

Um jovem, de 22 anos, suspeito de ter divulgado vídeos com conteúdo sexual pelo WhatsApp, está sendo investigado pela Polícia Civil de Goiás. O caso começou a ser apurado após uma garota, de 19 anos, que aparece nas gravações, procurar as autoridades na sexta-feira (4). As imagens viraram alvo de comentários nas redes sociais desde a última semana.

Foto: Reprodução/Whats

Foto: Reprodução/WhatsApp

A loira faz um sinal de “OK” em um dos vídeos e, com os milhares de compartilhamentos dos arquivos pelo aplicativo, o símbolo virou piada na web, com montagens de políticos e fotos de celebridades. A delegada Ana Elisa Gomes Martins, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), apurou que as gravações foram feitas neste ano, quando o rapaz, que é casado, mantinha um relacionamento extraconjugal com a garota.

A vítima disse, durante seu depoimento, que concordou em fazer os vídeos após o companheiro garantir que as gravações seriam armazenadas em uma pasta oculta no celular, acessada somente com senha. Ela ainda contou que sabia do casamento do rapaz. O relacionamento extraconjugal durou cerca de três anos e, nesse tempo, a jovem ficou grávida, mas informou à polícia que o amante não seria o pai da criança.

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

O suspeito será intimado para prestar depoimento, mas ainda não foi divulgada a data em que ele irá comparecer na delegacia. As apurações iniciais indicam que o jovem passou os vídeo para amigos, pelo WhatsApp, e eles espalharam as gravações.

Com base na Lei Maria da Penha, o crime é caracterizado como difamação, porque existia uma relação de afeto entre vítima e autor. Se for condenado, o suspeito pode pegar pena de 3 meses a 1 ano.

Comentários