Assalto da Hornet branca: motociclista divulga íntegra de vídeo no qual xinga assaltante baleado

Por - 16 de outubro de 2013

O motociclista que quase teve sua Honda Hornet branca roubada no último fim de semana, em São Paulo, e ficou famoso por registrar imagens da tentativa de assalto, decidiu revelar sua identidade após conceder dezenas de entrevistas sem divulgar seu nome. O vigilante Anderson de Oliveira, de 35 anos, disponibilizou no YouTube, nesta quarta-feira (16), a íntegra da gravação feita por uma câmera instalada em seu capacete.

No fim do vídeo, que tem mais de oito minutos, o motociclista faz vários desabafos e xinga o assaltante que foi baleado por um policial militar durante a ação. “Obrigado, polícia. Obrigado, polícia. Brigado mesmo. Vai roubar agora no inferno, maluco. Você vai roubar no inferno. Minha moto você não vai levar não. Minha moto você não vai levar. Graças a Deus”, diz Anderson.

O assaltante, identificado como Leonardo Escarantes Santos, de 18 anos, foi atingido por dois tiros disparados pelo policial que passava de carro quando percebeu a ação de uma dupla de criminosos. O rapaz ficou deitado durante alguns minutos no chão da avenida. A gravação mostra que, em certo momento, ele chegou a acreditar que não resistiria aos ferimentos: “Ai, ai, ai. Eu vou morrer”.

Indignado com a situação, Anderson continuou a xingar o assaltante. “Vai morrer mesmo. Vai beber no inferno. Vai beber o capeta, agora. Vai meter arma na cara dos outros?”, questiona. O vigilante ainda posicionou a câmera para mostrar o rosto do rapaz. “É o vacilão, aí, ó. Foi me roubar, aí, ó. (…) Polícia picou bala nele, aí, ó! Roubar hornetão, mano”.

Leonardo está internado no Pronto Socorro do Hospital Municipal do Tatuapé, sob escolta militar. A PM apreendeu com o rapaz um revólver, celular e R$ 177, além de objetos pessoais. Um segundo assaltante fugiu sem levar nada e continua sendo procurado pela polícia. A moto da vítima já foi devolvida.

Comentários